sábado, 10 de dezembro de 2011

O problema, o que causou e a descoberta.

Bem, como vocês já devem perceber, os meus rins não são normais...na verdade não estão normais, eles estão atrofiados e quaaaaaase parando (só 10% de funcionamento), tudo isso por causa, provavelmente, de uma Glomerulonefrite que tive quando criança, que não demonstrou nenhum sintoma, totalmente silenciosa, e acabou afetando o meu sistema renal...Aliás,  silenciosa é uma palavra que caracteriza bem o que estou passando...Só descobri quando, depois do show maravilhoso do Eric Clapton, fui para minha cidade natal (Jales, Jalão Tropical, Jalão-dos-4-prédios) e lá estava meio gripada, meio febril, e minha mãe resolveu me levar no Pronto Socorro...chegando lá, mediram minha pressão e tchãrã: 17 por 11 ( pra quem não entende, isso quer dizer: ALTO PRA CARVALHO!!) a partir daí foi uma luta para abaixá-la, passei o final de semana tomando diuréticos e afins...Na segunda, minha mãe me levou num dos melhores cardiologistas da cidade, que pediu alguns exames ( hemograma, mapa 24 horas, ecocardiograma) e me disse para fazê-los depois que passasse a minha "virose" ( nada parava no meu estômago, emagreci 5kg em uma semana). Depois de duas semanas, e muita luta para ficar bem, com direito a diagnóstico de depressão e uso de calmantes, fui fazer o hemograma e voltei para Sampa, para tentar ainda assistir um pouco de aula no cursinho, até que minha mãe me liga assustada sobre o resultado dos exames: Minha uréia, que para a minha idade, deveria estar entre 20 e 50, estava nos incríveis 201, e minha creatinina, que o normal é 1, 5, estava 11,6...depois foi a correria para me internar e fazer os exames, que conto em outro post...até mais! \o/

Nenhum comentário:

Postar um comentário